Você já fez o bem hoje? Pense um pouco a respeito disso

Vivemos na geração do “agora”, onde tudo é para ontem e muitas vezes, estamos inseridos em um modelo social que não nos permite olhar para o outro.

Por isso, é preciso sempre colocar um questionamento interno sobre fazer o bem.

Você sabia que praticar o bem pode ser uma atividade positiva até mesmo para você? De acordo com pesquisas, pessoas que praticam o bem convivem com sensações de bem-estar, auto-satisfação e consciência social, que são positivas para a saúde.

Além disso, boas notícias recuperam a fé na humanidadeo que é um benefício social e que pode ser muito mais significativo para quem recebe.

O que nos leva a questão religiosa, também muito presente quando falamos de praticar o bem, de boas ações e de caridade. Podemos dizer que quase todas as matrizes religiosas prezam por direcionamentos ligados à caridade e o amor ao seu semelhante.

Essas atitudes são benéficas até mesmo quando observamos por um macrovisão da sociedade, pois a prática do bem causa efeitos positivos em um escala dominó.

Vale mencionar que a internet tem sido uma verdadeira ferramente difusora das boas atitudes e possibilitado que mais pessoas possam defender causas, denunciar injustiças e ajudar o próximo.

Como você conferiu acima, a prática do bem traz benefícios em inúmeras escalas tanto para quem o prática, como quem o recebe e até mesmo quem o assiste. Portanto, que tal começar a fazer o bem? É importante estabelecer seus valores e entender quais as causas que são condizentes com eles.

Existem inúmeras formas de ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor, como acontecem nas ONGs, que defendem causas sociais e ecológicas, por exemplo.

Você também pode praticar o bem em uma micro-escala, afinal, não se trata de quem faz mais, e sim de quem faz algo para benefício alheio.

Fazer o bem nem sempre está relacionado com causas distantes ou pessoas desconhecidas. O próprio hábito de agir com honestidade, com gentileza e com bondade já podem ser a sua contribuição a respeito disso e um ponto de partida para a pessoa evoluída que você pode se tornar a amanhã.

Independente de como acontecerá a prática do bem, é importante trazê-la para nossa realidade. Pesquise o que você pode estar fazendo pelas pessoas mais próximas, busque formas de contribuir com o seu meio e faça o possível para que a bondade se torna algo comum na sua rotina.